Teste ao APX 100

Pela minha experiência como consumidor, sempre tive ideia do APX 100 como uma película de segunda escolha. Não sei porquê, mas quando penso em comprar película pb, penso primeiro em películas da kodak como o Trix ou Tmax. Acho que isto decorre da fama de anos de películas míticas, popularizadas por grandes fotógrafos, com bastante informação espalhada pelas internetes. Por outro lado, se estiver com problemas de orçamento, penso em filmes mais baratuchos, como os da foma. Raramente penso em ilford, ketmere ou apx.
 
 
O APX 100 foi recomendado por um amigo e actualmente é uma das minhas películas preferidas. Vejamos porquê:
 
teste ao apx 100
 

 

 
teste ao apx 100

 

teste ao apx 100
 

 

teste ao apx 100
 

 

teste ao apx 100
 

 

teste ao apx 100
 

 

teste ao apx 100

 

É um filme bastante versátil, com um desempenho muito bom, imbatível na relação qualidade/preço. É super nítido (com a luz certa) e produz um negativo fantástico quando bem revelado. Os resultados têm um contraste equilibrado, com um grão agradável e com bastante detalhes nas sombras, sem altas luzes exageradas. O melhor de tudo é não necessitar de grande tempo para pós-produção. As fotos acima são scans do Frontier SP 3000 sem edição.

EMPURRAR/PUXAR

Dizemos empurrar ou puxar (do push/pull) quando fotografamos um filme a um ISO diferente da velocidade de caixa. Assim, empurrar é fotografar um filme de 100ASA a 400 e depois compensar essa discrepância na revelação.

Na verdade, nunca fui muito apologista de puxar ou empurrar na revelação de filmes, mas desde que abrimos o Film Lab, é normal realizar processos alterados, de acordo com as especificações de alguns clientes.

Durante as ultimas férias, chegou uma altura em que queria fotografar um evento ao fim da tarde. A luz disponível já era pouca e só tinha comigo APX100. Assim, alterei a marcação de ISO na camâra e fotografei um rolo de APX100@400.

A revelação foi feita tendo em conta todos estes factores, e a seguir partilho os resultados:

 

teste ao apx 100
 

 

teste ao apx 100
 

 

teste ao apx 100
 

 

teste ao apx 100
 

 

teste ao apx 100
 

 

teste ao apx 100
 

 

Como podem ver, o contraste aumentou bastante e o grão é mais pronunciado. A gama de cinzentos foi comprimida devido ao maior tempo dado ao revelador e muita da informação das sombras perdeu-se, como era de esperar. No geral, posso dizer que gosto muito deste resultado.

Resumindo, o APX100 é uma película versátil, com caracteristicas fantásticas apesar de não ser muito popular, apresenta uma boa gama dinâmica com um contraste fantástico; definitivamente um filme a usar!

 

 

 

Fotos sem edição realizadas nos Açores com uma Leica M6+summicron 35mm, reveladas no sitio do costume e digitadas num Fuji Frontier SP3000

 

Adicionar novo comentário

By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.