Teste ao Ektar 100

No verão passado estive em Barcelos, no Milhões de Festa, um festival bastante eclético que tem vindo a ganhar expressão no panorama alternativo português.

Como bom festivaleiro, levei 2 câmaras, alguns rolos de KODAK Trix 400, Tmax 100 e outros a cores.

Para início de Setembro estava um calor atípico, com um sol forte; no Sábado decidimos ir até à piscina para refrescar e relaxar um pouco. Fiz algumas fotos com a Contax e acabei o rolo que tinha. Abri a mochila para escolher outro rolo para queimar.

Apercebi-me imediatamente que tinha deixado os TMAX 100 na caravana. Achei que os TRiX 400 não eram adequados para a luz que tinha e resolvi deixá-los para a noite, acabando por carregar um Ektar 100 que me tinham dado há alguns anos e estava a guardar para uma ocasião especial.

Fiz algumas fotos na piscina e no palco taina, que mostro a seguir:

 
 
 
 
 
 

Conclusão:

O Ektar 100 é tudo aquilo que era espectável e ainda mais. Apresenta um grão pequeno, que contribui para fotos bem nítidas. Tem cores bem saturadas, óptimo contraste e uma gama dinâmica brutal. Com a iluminação adequada, os tons de pele são agradavelmente quentes. Todas estas características têm contribuído para que cada vez mais fotógrafos de paisagem o elejam como película preferida, destronando mesmo o uso de diapositivos, pela facilidade em utilizar e processar.

 

Parece-me uma película ideal para usar no verão!

 

Fotos (sem edição) com uma Contax T3, reveladas e digitalizadas no nosso laboratório.

Mais fotos disponiveis aqui.

 

 

Adicionar novo comentário

By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.